Previdência Privada

Quer ter mais dinheiro e pagar menos IR em 2019? Saiba onde investir o seu décimo terceiro neste ano.

dezembro 10, 2018
décimo terceiro salário
Tempo de leitura 4 min

Neste final de ano é inevitável não ficar ansioso pelo décimo terceiro salário, não é mesmo? Se você faz parte desse grupo, deve estar avaliando as melhores opções para fazer render o dinheiro extra. Mas, além do rendimento, é importante pensar nos impostos a serem pagos, que podem comprometer parte dos ganhos.

De acordo com pesquisa da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas e SPC Brasil cerca de três em cada 10 brasileiros vão usar a quantia para economizar e investir. A intenção de poupar para o futuro foi manifestada por 27% dos entrevistados e vem à frente de prioridades tradicionais da época, como comprar presentes de Natal (23%) e quitar dívidas (17%).

Quer saber como é possível investir pagando menos imposto de renda? Confira!

Como fazer o seu décimo terceiro render mais?

O melhor caminho para investir com segurança é escolher uma aplicação de longo prazo. Quanto maior for o tempo de investimento, melhor será o retorno e menor será o esforço a fazer. Isso porque, para obter bons ganhos em curto prazo, é preciso aplicar uma quantia elevada e assumir riscos próprios do mercado financeiro, como é o caso do investimento em ações, que estão sujeitas a grandes variações de preços.

Por outro lado, aplicações mais conservadoras e com prazos alongados, permitem que você projete o ganho que deseja obter no futuro e se programe para fazer aportes mensais que vão levá-lo a atingir esse objetivo. Assim fica mais fácil assumir o compromisso com o investimento escolhido, já que você sabe, desde o início, qual será o retorno e quando conseguirá resgatar o dinheiro investido.

Um investimento de renda fixa que se encaixa nessa descrição é a previdência privada. Quer entender melhor?

Por que investir o décimo terceiro salário em previdência privada?

A previdência privada permite que você planeje melhor o futuro, programando o retorno a ser alcançado e a quantia necessária para isso. Qualquer pessoa pode aderir ao plano, ainda que tenha um valor muito baixo para investir. O que conta é a disciplina.

Considere o exemplo da Sofia, uma jovem de 20 anos. Seu objetivo é chegar aos 65 anos com uma renda que garanta um padrão de vida confortável. Para isso, ela iniciou o investimento em previdência privada aplicando o dinheiro do décimo terceiro salário, no valor de R$ 2 mil. Agora, está comprometida em fazer novos aportes mensais de R$ 306,00.

Ela já sabe que a rentabilidade média projetada é de 9% ao ano e que, aos 65 anos, terá um saldo de mais de R$ 2 milhões, que poderá ser retirado de uma só vez ou mensalmente — nesse caso, ela teria uma renda vitalícia superior a R$ 7 mil. É um bom projeto de vida, não é mesmo? E tudo começou com o aporte inicial do décimo terceiro salário!

Quais são as vantagens tributárias da previdência privada?

O objetivo principal da previdência privada é proporcionar que você tenha uma maior segurança financeira na hora de se aposentar. Nesse momento você pode tanto resgatar o valor integral que foi investido, corrigido pelo rendimento das aplicações, quanto receber um valor mensal vitalício que será um complemento à sua aposentadoria, por isso ela é também chamada de Previdência Complementar.

Além desse benefício no longo prazo, de complementar sua renda, o investimento em previdência complementar também traz uma excelente vantagem no curto prazo, que é a possibilidade de conseguir abater parte dos investimentos no seu Imposto de Renda.

Até 12% dos valores investidos em um plano de Previdência Complementar podem ser abatidos do seu Imposto de Renda Pessoa Física quando você faz sua declaração do IR no modelo completo e está disponível para todos os participantes que aderem a um Plano de Previdência Complementar Fechado.

Isso quer dizer que se você investir até 12% dos seus rendimentos tributáveis em previdência privada, pode compensar esses valores com o abatimento tributário. Observe a diferença entre a declaração completa e a declaração com adesão a um Plano de Previdência Complementar Fechado.

Declaração anual Sem o investimento e Com o investimento

Renda bruta anual R$ 125.000,00 R$ 125.000,00

Contribuição Previdência Privada fechada (12%) – R$ 15.000,00

Base de cálculo R$ 125.000,00 R$ 110.000,00

Alíquota 27,5% 27,5%

Imposto a pagar R$ 34.375,00 R$ 30.250,00

Parcela a deduzir R$ 10.432,32 R$ 10.432,32

Valor R$ 23.942,68 R$ 19.817,68

Economia do IR R$ 4.125,00

É importante considerar que esse abatimento é mantido ao longo do tempo de aplicação no plano de previdência privada.

Como vimos, o décimo terceiro salário pode ser o momento ideal para você planejar o seu futuro. Que tal começar agora? Entre em contato com a ANABBPrev e saiba a melhor maneira de investir o seu décimo terceiro salário em previdência privada!

Powered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário